PESQUISA: CURTA-METRAGENS

Coloque entre aspas duplas (eg.: "Jorge Furtado")
Loading

31 de jul de 2007

A Pessoa é Para o que Nasce

A vertigem da visão. A ausência que provoca excesso. O compromisso com a sobrevivência. A experiência da vida através da falta. Três irmãs cegas cantam em troca de esmola em Campina Grande, Paraíba.

Gênero Documentário
Diretor Roberto Berliner
Elenco Conceição, Maria, Regina
Ano 1998
Duração 6 min
Cor Colorido
Bitola 35mm
País Brasil

Ficha Técnica
Produção Paola Vieira Fotografia Jaques Cheuiche Roteiro Mauricio Lissoviky, Liana Vital Brasil Edição Leo Domingues, Piu Gomes Som Direto Paulo Ricardo Nunes, Leo Domingues Direção de Arte Raul Mourão

Prêmios
Melhor Documentário Brasileiro no É Tudo Verdade - Festival Internacional de Documentários 1999

30 de jul de 2007

Mentira

Um marido pacato e fiel percebe que uma mentira cabeluda pode ser mais segura que a verdade inocente. Baseado num conto de Luis Fernando Verissimo.

Gênero Ficção
Diretor Flávia Moraes
Elenco Ellen Helene, Roney Fachini
Ano 1989
Duração 10 min
Cor Colorido
Bitola 35mm
País Brasil

Ficha Técnica

Produção Candida Antunes Fotografia José Roberto Eliezer Roteiro Luis Fernando Veríssimo Edição Carlos Lavilloti Direção de Arte Luis Ferré Trilha original Caco Faria Som Karin Stukenschimidt, Elisa Paley, Miriam Bidermann Assistente de Direção Carlos Grubber

Prêmios

Menção Honrosa no Festival de Nova Iorque 1990

29 de jul de 2007

Som da Rua - Três Mulheres Cegas

As irmãs Regina Barbosa, Maria Barbosa e Francisca da Conceição Barbosa são cegas de nascença e passaram a infância e a juventude cantando nas feiras do interior dos estados de Pernambuco, Ceará, Rio Grande do Norte e Alagoas e Paraíba. O seu repertorio inclui vários ritmos nordestinos e canções, mas a especialidade das Ceguinhas de Campina Grande é o Coco de Embolada que elas interpretam com os tradicionais ganzás.



Gênero Documentário
Diretor Roberto Berliner
Ano 1997
Duração 3 min
Cor Colorido
Bitola 16mm
País Brasil
Parte da série Som da Rua 1, 37 Eps. X 2' (Dur. Média)

Ficha Técnica
Co-produção TvZero, TVE Brasil Edição Piu Gomes Direção de Arte Raul Mourão Som Paulo Ricardo Nunes Direção de produção Rodrigo Lamounier Assistente de Direção Andrea Roscoe Produção Executiva Renato Pereira Direção de Fotografia Jacques Cheuiche Colaborador Especial Paola Vieira, Danielle Hoover, Noaldo Ney, Lula Queiroga

Prêmios
Menção Especial do Juri no Mostra Internacional do Filme Etnográfico/RJ 1998
Sol de Prata no Rio Cine 1997

28 de jul de 2007

Capital Circulante

Uma bem humorada história da luta pela sobrevivência nas ruas do Rio de Janeiro, que tem como personagem principal um carro importado "esquentado". Seus breves proprietários são pessoas de todas as classes sociais que fazem de tudo para possuí-lo mesmo que por alguns minutos.

Gênero Ficção, CONTEÚDO ADULTO
Diretor Ricardo Mehedff
Elenco Leona Cavalli, Marcos Caruso, Ricardo Blat
Ano 2004
Duração 10 min
Cor Colorido
Bitola 35mm
País Brasil

Ficha Técnica

Fotografia Dudu Miranda Roteiro Ricardo Mehedff Som Direto Paulo Ricardo Nunes Direção de Arte Jean Louis Leblanc Montagem Ricardo Mehedff, Pedro Bronz Música Berna Ceppas Escola Produtora V Filmes & Comunição

Prêmios

Melhor direção no Brazilian Film Festival of Miami 2005
Melhor Fotografia no FAM - Florianópolis Audiovisual Mercosul 2005
Melhor Música no FAM - Florianópolis Audiovisual Mercosul 2005
Melhor direção no Festival Amazonas Filmes 2004
Melhor Música no Festival de Gramado 2004

Festivais

International Film Festival of Uruguay 2004
Toronto Latin Film Video Festival 2005
Worldwide Short Film Festival 2005
Brasil Noar 2005
Brasil Plural 2005
Fenart - Festival Nacional de Artes da Paraíba 2004
Festival de Biarritz Cinemas et Cultures d'Amerique 2005
Festival de Cinema de Belém 2005
Festival Internacional de Curtas de Belo Horizonte 2005
Festival Internacional de Curtas de São Paulo 2004
Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro - Curta Cinema 2004
Festival Internacional de Guadalajara 2005
Festival Luso-brasileiro de Curtas de Sergipe 2005
Goiânia Mostra Curtas 2004
Mostra de Cinema de Tiradentes 2004
Mostra do Filme Livre 2004

27 de jul de 2007

Eh Pagu, eh!

O filme conta um pouco da vida e da obra de Patrícia Galvão, a Pagu. Casada com Oswald de Andrade, participou do Movimento Antropofágico. Jornalista, escritora e tradutora, entre outras coisas, ficou presa por quase cinco anos durante a ditadura Vargas por ser militante do PCB.



Gênero Documentário
Diretor Ivo Branco
Elenco Aldo Bueno, Clodomiro Bacellar, Edith Siqueira, Julio Calasso
Ano 1982
Duração 15 min
Cor P&B
Bitola 35mm
País Brasil

Ficha Técnica
Produção Rebeca Mc Mello Fotografia José Roberto Sadek Roteiro Ivo Branco Som Direto Guga Bandeira Direção de Arte Adão Pinheiro Câmera José Roberto Sadek Narração Ivo Branco, Raul Cortez, Enio Gonçalves, Julia Pascale Assistente de Produção Claudia Andrea Fajuri, Cristina Winter Pesquisa Fotográfica Ivo Branco, Vladimir Sachetta, Paulo César De Azevedo Montagem Francisco magaldi

Prêmios
Prêmio Estímulo no Secretaria de Estado da Cultura/SP 1982
Melhor Curta no Festival de Brasília 1982
Melhor Roteiro de Curta no Festival de Brasília 1982

26 de jul de 2007

Vinil Verde

Mãe dá a Filha uma caixa cheia de velhos disquinhos coloridos. A menina pode ouvi-los, exceto o vinil verde.
Gênero Ficção
Diretor Kleber Mendonça Filho
Elenco Gabriela Souza, Ivan Soares, Verônica Alves
Ano 2004
Duração 13 min
Cor Colorido
Bitola 35mm
País Brasil

Ficha Técnica
Produção Kleber Mendonça Filho Fotografia Kleber Mendonça Filho Roteiro Kleber Mendonça Filho, Bohdana Smyrnova Produção Executiva Kleber Mendonça Filho, Isabela Cribari, Leo Falcão Montagem Daniel Bandeira, Kleber Mendonça Filho

Prêmios

Melhor direção no Festival de Brasília 2004
Melhor Montagem no Festival de Brasília 2004
Prêmio da Crítica no Festival de Brasília 2004
Menção Honrosa ABD&C no Festival Internacional de Curtas de São Paulo 2004
Os 10 Mais - Escolha do Público no Festival Internacional de Curtas de São Paulo 2004
Prêmio Cachaça Cinema Clube no Festival Internacional de Curtas de São Paulo 2004

Festivais

Festival de Cinema Latino-americano de Toulouse 2005
Festival de Tampere 2005
Festival de Tiradentes 2005
Quinzena dos Realizadores - Festival de Cannes 2005
Cine PE 2005
Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro - Curta Cinema 2004
Festival Luso-Brasileiro de Santa Maria da Feira 2004

25 de jul de 2007

Material Bruto (Raw Material)

Afora nos corredores do edifício, caminha a mulher-náusea. Adentro, mulher-cabelo, homem-cigarro e homem-música esperam o momento de fuga, um instante para sair de si. Material bruto é um trabalho realizado com pacientes dos centros de convivência da rede pública de saúde mental da cidade de Belo Horizonte.

Gênero Experimental, Ficção
Diretor Ricardo Alves Júnior
Ano 2007
Duração 17 min
Cor indisponível
Bitola Beta
País Brasil

Ficha Técnica

Fotografia Byron O'Neill Roteiro Juliana Barreto, Ricardo Alves Júnior, Byron O'Neill Direção de Arte Patricia de Moraes Montagem Guilherme Reis, Ricardo Alves Júnior Trilha Sonora Nelson Cavaquinho

Prêmios

Prêmio do Júri no Cine Esquema Novo - Porto Alegre 2007
Melhor direção no FENAVID - Festival Internacional de Vídeo 2007
Melhor Curta brasileiro no Festival Internacional de Curtas de Belo Horizonte 2007
Prêmio Aquisição Sesc TV no Festival Internacional de Curtas de São Paulo 2007
Menção Honrosa no Festival Luso-Brasileiro de Santa Maria da Feira 2007
Prêmio Caleidoscópio no Festival Novos Realizadores do Mercosul 2007
Melhor Curta brasileiro no Mostra Curta Goiânia 2007

Festivais

Alucine - Festival de cinema latino de Toronto 2008
Festival de Tiradentes 2007
International Video-Art Biennal in Israel 2008
Oberá en Cortos 2007
Vídeo Brasil 2007
Mostra do Filme Livre 2007

24 de jul de 2007

O Problema

Casal de classe média - ele professor universitário, ela socióloga - encontra uma forma original e bem humorada de contornar a rotina sexual do casamento.


Gênero Ficção, CONTEÚDO ADULTO
Diretor Frederico Benedini
Elenco Eduardo Moscovis, Letícia Spiller
Ano 2004
Duração 18 min
Cor Colorido
Bitola 16mm
País Brasil

Ficha Técnica
Fotografia Luis Simpsom Roteiro Frederico Benedini Direção de Arte Joana Prata, Diana Lins Edição de som Carol Elisa Montagem Daniel Ávila Escola Produtora Pólo de Cinema, Vídeo Universidade Estácio de Sá Trilha Sonora Kleber Dias

Festivais
Cine PE 2005

23 de jul de 2007

O Dia em que Dorival Encarou a Guarda

Todo homem tem seu limite, e Dorival resolve enfrentar a tudo e a todos para conseguir o que quer. A história da luta desigual de um homem contra um sistema sem lógica e sem humanidade.

Gênero Ficção
Diretor Jorge Furtado, José Pedro Goulart
Elenco João Acaiabe, Pedro Santos, Zé Adão Barbosa
Ano 1986
Duração 14 min
Cor Colorido
Bitola 35mm
País Brasil

Ficha Técnica

Produção Henrique F. Lima, Gisele Hilt Fotografia Christian Lessage Roteiro Ana Luiza Azevedo, Jorge Furtado, Giba Assis Brasil, José P. Goulart Edição Giba Assis Brasil Direção de Arte Fiapo Barth, Lordsir Peninha Trilha original Augusto Licks

Prêmios

Melhor Curta no Festival de Havana 1986
Melhor Filme no Festival de Huelva 1986
Melhor Filme - Crítica no Festival de Huelva 1986
Melhor Ator no Festival de Gramado 1986
Melhor Curta no Festival de Gramado 1986
Melhor Filme - Crítica no Festival de Gramado 1986
Melhor Filme - Júri Popular no Festival de Gramado 1986

Festivais

Sundance Film Festival 1991

22 de jul de 2007

O Pulso

Um rapaz caminha numa rua do centro da cidade quando, sem qualquer razão aparente, cai, morto para sempre. Não há mais vida. Existem, porém, sentimentos.

Gênero Ficção
Diretor José Pedro Goulart
Elenco Letícia Spiller, Nico Nicolaiewsky, Werner Schünemann, Zé Adão Barbosa
Ano 1997
Duração 20 min
Cor Colorido
Bitola 35mm
País Brasil

Ficha Técnica

Produção Liliana Sulzbach, Annette Bittencourt, Everson Colossi Nunes Fotografia Marcelo Durst Roteiro José Pedro Goulart, Werner Schünemann Edição Luiz Alberto Kid Direção de Arte Fiapo Barth Trilha original Léo Henkin Empresa produtora Zeppelin Filmes Som Cléber Neutzling Edição de som Miriam Biderman, Roberto Ferraz

Prêmios

Melhor Curta no Brazilian Film Festival of Miami 1998
Melhor Direção de Arte no Festival de Vitória 1997
Melhor Fotografia no Festival de Vitória 1997
Melhor Roteiro no Festival de Brasília 1997
Melhor Som no Festival de Brasília 1997
Melhor Filme no Festival de Cuiabá 1997
Melhor Fotografia no Festival de Cuiabá 1997
Melhor Direção de Arte no Festival de Gramado 1997
Melhor Diretor no Festival de Gramado 1997
Melhor Filme de Ficção no Palm Springs International Short Film Festival 1998
Melhor Curta no Rio Cine 1998
Melhor Filme - Júri Popular no Rio Cine 1998

Festivais

Festival de Berlim 1998

21 de jul de 2007

O Diário Aberto de R.

Rafael dorme. Rafael espera. Rafael abraça. Rafael deita. Rafael chora.


Gênero Ficção
Diretor Caetano Gotardo
Elenco Fábio Lucindo, Marco Pigossi, Thays Dantas
Ano 2005
Duração 14 min
Cor Colorido
Bitola 35mm
País Brasil

Ficha Técnica
Fotografia Chica San Martin Roteiro Caetano Gotardo Som Direto Daniel Turini Direção de Arte Milena Durante Edição de som Juliana Rojas, Daniel Turini Produção Executiva Marco Dutra Montagem Caetano Gotardo Informações cedidas por Kinoforum

Prêmios
Prêmio Roteiro no Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro - Curta Cinema 2003

Festivais
Festival Internacional de Curtas de São Paulo 2005

20 de jul de 2007

Momento Trágico

Júlio, abandonado pela esposa Emília durante uma sessão de terapia de casal, decide contratar o atrapalhado e subempregado amigo Santana para espiar a mulher no grupo de terapia que ela freqüenta.


Gênero Ficção
Diretor Cibele Amaral
Elenco André Decca, Chico Santana, Cibele Amaral, José Eduardo Belmonte, Juliano Cazarré, Murilo Grossi
Ano 2003
Duração 17 min
Cor Colorido
Bitola 35mm
País Brasil

Ficha Técnica
Fotografia André Lavenère Roteiro Cibele Amaral Som Direto Fernando Cavalcante Direção de Arte Fabrícia Mancuso Edição de som Pauly Di Castro Direção de produção Lê Brasil Produção Executiva José Eduardo Belmonte Montagem Zépedro Gollo

Prêmios
Melhor Filme - Júri Popular no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro 2003
Melhor Filme - Júri Oficial no Mostra ABCV do Cinema Brasiliense 2003
Melhor Filme - Júri Popular no Mostra ABCV do Cinema Brasiliense 2003
Melhor Roteiro no Mostra ABCV do Cinema Brasiliense 2003
Melhor Atriz no Festival de Brasília 2003
Melhor Montagem no Festival de Brasília 2003
Melhor Ator no Festival de Gramado 2004
Melhor Curta - Jurí Oficial no Festival de Gramado 2004
Melhor Curta - Júri Popular no Festival de Gramado 2004
Melhor direção no Festival de Gramado 2004
Melhor Curta Internacional no Festival Internacional de Curta-Metragem Malescorto 2004
Melhor Filme - Júri Popular no Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro - Curta Cinema 2004

Festivais
Festival de Vitória 2004
Festival do Ceará 2005
Grande Prêmio TAM do Cinema Brasileiro 2004
Cine PE 2004
Femina - Festival Internacional de Cinema Feminino 2005
Festival de Curtas de Belo Horizonte 2004
Goiânia Mostra Curtas 2004
Tekfestival de Roma 2004

19 de jul de 2007

Está Lá? É do Inimigo?

A ironia da guerra como negócio e espectáculo televisivo...
Gênero Experimental
Diretor Jel, Pedro Lobito
Ano 2003
Duração 3 min
Cor Colorido
Bitola vídeo
País Brasil

Ficha Técnica

Som Jel, Raul Solnado, Vasco Duarte Narração Raul Solnado Montagem Pedro Lobito Trilha Sonora Jel

Prêmios

2º Lugar - Júri Popular no CineEsquemaNovo - Festival de Cinema de Porto Alegre 2004
Prêmio do Júri Popular para Filme Experimental no Vide Vídeo 2003

Festivais

Vídeo Festival São Carlos 2004
Mostra Curta Cinema 2004

18 de jul de 2007

Deus é Pai

Após milhares de anos de convivência, a relação de Deus com seu amado filho, Jesus, sofreu um inevitável desgaste. Para melhorar a relação, uma terapeuta passará por maus bocados...

Gênero Animação
Diretor Allan Sieber
Elenco Denise Garcia, Edu K, Otto Guerra
Ano 1999
Duração 4 min
Cor Colorido
Bitola 35mm
País Brasil

Ficha Técnica

Produção Otto Guerra Roteiro Allan Sieber Edição Otto Guerra Som Direto Deff Audio Direção de Arte Fabio Zimbres Animação Allan Sieber Trilha original Deff Audio Cenografia Fábio Zimbres

Prêmios

Prêmio da Crítica no Festival de Gramado 1999
Prêmio Especial do Júri no Festival de Gramado 1999

17 de jul de 2007

Bala Perdida

O trajeto de cinco balas e das pessoas que elas cruzam durante um tiroteio numa praça. Qualquer um pode morrer.

Gênero Ficção
Diretor Victor Lopes
Elenco Alexandre Rodrigues, Camila Pitanga, Emiliano Queiroz
Ano 2003
Duração 14 min
Cor Colorido
Bitola 35mm
País Brasil

Ficha Técnica

Fotografia Jacques Cheuiche Roteiro Vitor Lopes Edição Leonardo Domingues Som Direto Ivan Capeller, Leandro Lima Direção de Arte André Weller Trilha original Lucas Marcier, Leleo Empresa produtora TV ZERO, Sambascope Edição de som Aurélio Dias Direção de produção René Bittencourt Produção Executiva Suelly Weller, Rodrigo Leitier Categoria Premiére

Prêmios

Melhor Curta no Cine PE 2004
Melhor Curta de Ficção no Cine PE 2004
Melhor direção no Cine PE 2004
Melhor Som no Cine PE 2004
Melhor Filme no Festival de Ribeirão Preto 2004
Melhor Montagem no Festival de Ribeirão Preto 2004
Melhor Roteiro no Festival de Ribeirão Preto 2004
Melhor Som no Festival de Ribeirão Preto 2004
Melhor Curta - Jurí Oficial no Festival do Rio BR 2003
Os 10 Mais - Escolha do Público no Festival Internacional de Curtas de São Paulo 2003
Melhor Filme no Athens International Film Festival/EUA 2004
Projeto Premiado no Concurso de Roteiros RioFilme 2003
Melhor Filme - Júri Popular no Festival Guarnicê do Maranhão 2004
Melhor Filme de Ficção no Festival Guarnicê do Maranhão 2004
Melhor Montagem no Festival Guarnicê do Maranhão 2004

Festivais

Festival de Tiradentes 2004
Festival de Vitória 2003
Mostra do Cinema Brasileiro de Paris 2004
Brasil 40º - Mostra de Cinema Selfridge 2004
Festival de Goiania 2003
Mostra Santander da Casa de Cinema de Porto Alegre 2003
Mostra Curta Cinema 2003
Mostra pela Democratização da Mídia 2004
Posto 4 - Mostra de Cinema Santos 2004
Vivo OpenAir 2004

16 de jul de 2007

Amor!

Um divertido mas amargo panorama das muitas e diferentes visões que se pode ter deste sentimento que ocupa corações e mentes.

Gênero Ficção
Diretor José Roberto Torero
Elenco Elias Andreato, Guilherme Karam, Paulo César Pereio, Paulo José, Rosi Campos
Ano 1994
Duração 14 min
Cor Colorido
Bitola 35mm
País Brasil

Ficha Técnica

Produção Zita Carvalhosa Fotografia José Roberto Eliezer Roteiro José Roberto Torero Edição Paulo Sacramento Direção de Arte Luis Fernando Pereira Trilha original Caco Faria, Lelo Nazário Direção de produção Maria Ionescu

Prêmios

Melhor Filme - Júri Popular no Festival de Brasília 1994
Melhor Montagem no Festival de Brasília 1994
Melhor Roteiro no Festival de Brasília 1994
Melhor Diretor no Festival de Gramado 1994
Melhor Filme - Crítica no Festival de Gramado 1994
Melhor Filme - Júri Popular no Festival de Gramado 1994
Melhor Montagem no Festival de Gramado 1994
Melhor Roteiro no Festival de Gramado 1994
Melhor Filme no Festival do Rio BR 1994

15 de jul de 2007

Eletrodoméstica

Classe média, anos 90, 220 Volts.




Gênero Ficção, CONTEÚDO ADULTO
Diretor Kleber Mendonça Filho
Elenco Gabriela Souza, Magdales Alves, Pedro Bandeira
Ano 2005
Duração 22 min
Cor Colorido
Bitola 35mm
País Brasil

Ficha Técnica

Fotografia Roberto Santos Filho Roteiro Kleber Mendonça Filho Som Direto Daniel Bandeira, Claudio N Direção de Arte Juliano Dornelles Empresa produtora Ruptura Cinematográfica, CinemaScópio Edição de som Kleber Mendonça Filho Produção Executiva Roberto Santos Filho, Leo Falcão, Lua Silveira, Carol Ferreira, Emilie Lesclaux Montagem Kleber Mendonça Filho, João Maria Informações cedidas por Kinoforum

Prêmios

Prêmio Especial do Júri no Cine de Las Americas International Film Festival (Texas) 2006
Prêmio Especial do Júri no Festival de Hamburgo 2006
Melhor Curta - Júri Popular no Festival de Tiradentes 2006
Melhor Atriz no Cine PE 2006
Melhor Curta - Júri Popular no Cine PE 2006
Melhor Curta - Prêmio da Crítica no Cine PE 2006
Melhor Filme no Festival de Cinema de Huesca 2006
Melhor Atriz no Festival de Curtas de Belo Horizonte 2005
Melhor Produção Audiovisual de São Carlos no Festival de Curtas de Belo Horizonte 2005
Prêmio do Público no Festival de Curtas de Belo Horizonte 2005
Os 10 Mais - Escolha do Público no Festival Internacional de Curtas de São Paulo 2005
Prêmio aquisição Canal Brasil no Festival Internacional de Curtas de São Paulo 2005
Prêmio Cachaça Cinema Clube no Festival Internacional de Curtas de São Paulo 2005
Melhor Curta no Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro - Curta Cinema 2005
Melhor Curta - Júri Popular no Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro - Curta Cinema 2005
Melhor Curta - Prêmio da Crítica no Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro - Curta Cinema 2005
Melhor Curta no Festival Luso-brasileiro de Curtas de Sergipe 2005
Melhor Curta - Prêmio da Crítica no Festival Luso-brasileiro de Curtas de Sergipe 2005
Melhor direção no Festival Luso-brasileiro de Curtas de Sergipe 2005
Prêmio Cine-Clubes no Festival Luso-Brasileiro de Santa Maria da Feira 2005
Melhor Curta - Júri Popular no Festival Mix Brasil 2005
Melhor Atriz no Guarnicê de Cine e Vídeo 2005
Melhor Trilha Sonora no Guarnicê de Cine e Vídeo 2005
Melhor Curta no Tabor Film Festival 2006

Festivais

Festival de Clermont-Ferrand 2005
Festival de Huesca 2006
Festival Internacional de Rotterdam 2006
Alucine - Festival de cinema latino de Toronto 2006
Exground Filmfest 2006
Goiânia Mostra Curtas 2005
LA Latino Film Fest 2006
Rencontres Cinémas dAmerique Latine de Toulouse 2006
Uppsala International Short Film 2006

14 de jul de 2007

O Último Raio de Sol

Livre adaptação de uma história verídica, em que dois jovens da alta classe bBrasiliense que, numa viagem à Chapada dos Veadeiros, se divertem ameaçando e desmoralizando pessoas de classe social inferior que pedem carona na estrada. Tratando de temas como a impunidade, violência e preconceito, o filme fala de como uma atitude inconseqüente pode resultar num final inesperado.

Gênero Ficção
Diretor Bruno Torres
Elenco Alex Ferro, André Moraes, Carlos Henrique, Gustavo Falcão, José Dumont
Ano 2004
Duração 18 min
Cor Colorido
Bitola 35mm
País Brasil

Ficha Técnica

Produção Aquarela Produções Culturais Fotografia André Lavenère Roteiro André Moraes, Bruno Torres Edição de som André Moraes Produção Executiva Mallú Moraes Montagem Bruno Torres Trilha Sonora André Moraes, Andréas Kisser Produção de Finalização Hugo Gurgel

Prêmios

Melhor Curta - Júri Popular no FAM - Florianópolis Audiovisual Mercosul 2005
Melhor direção no FAM - Florianópolis Audiovisual Mercosul 2005
Melhor Curta no Festival de Tiradentes 2005
Finalista no Grande Prêmio TAM do Cinema Brasileiro 2005
Melhor Filme de Curta Metragem Ultramarina no Premis Tirant 2005
Melhor Trilha Sonora no Cine PE 2005
Melhor Ator no Festival de Brasília 2004
Melhor Curta no Festival de Brasília 2004
Melhor Fotografia no Festival de Brasília 2004
Melhor Argumento no Guarnicê de Cine e Vídeo 2005
Melhor direção no Guarnicê de Cine e Vídeo 2005

12 de jul de 2007

Ismar (Ismar)

O retrato de uma pessoa anônima, sua trajetória em busca de uma identidade, de uma conjuntura.

Gênero Documentário, Grande Prêmio Vivo
Diretor Gustavo Beck
Elenco Ismar Tirelli Neto
Ano 2007
Duração 13 min
Cor Colorido
Bitola Mini-dv
País Brasil

Ficha Técnica

Produção Gustavo Beck, Helga Nemeczyk, Marília Nogueira, Michel Stolnicki, Alexandre Mancen, Babi Barreto Co-produção YES Filmes Fotografia Rodrigo Alayete, Haroldo Borges, YES Filmes Roteiro Pedro Nascimento, Gustavo Beck Direção de Arte Priscila Torres, Fernanda Teixeira Som Eduardo Psilva Câmera Rodrigo Alayete, Haroldo Borges Montagem Gustavo Beck, Bruno Garotti

Prêmios

Melhor Curta Digital pela ABD no Cine PE 2008
Menção Honrosa de Melhor Curta Brasileiro pela Ascine-RJ no Curta Cinema - Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro 2008
Melhor Filme da Competitiva Brasileira pela ABD no Janela Internacional do Cinema 2008
Melhor Imagem da Competitiva Brasileira no Janela Internacional do Cinema 2008
Menção Honrosa de Melhor Documentário no Mostra de Cinema de Londrina 2008
Melhor Diretor no Mostra de Vídeo Independente do Rio Grande do Sul 2008
Melhor Documentário no Mostra de Vídeo Independente do Rio Grande do Sul 2008
Melhor Personagem no Mostra de Vídeo Independente do Rio Grande do Sul 2008
Melhor Filme - Júri Popular no ReCine - Mostra de Cinema de Arquivo 2008

10 de jul de 2007

Jonas, Só Mais Um

Apresentado e conduzido in loco pelo ator Caio Blat, o documentário narra a história do assassinato do jornaleiro Jonas Eduardo Santos de Souza, executado ao ser barrado indevidamente na porta do banco Itaú com um tiro no peito pelo segurança da agência, no centro do Rio, em 22 de dezembro de 2006. O senhor Antonio, pai da vítima, trabalha para Caio como pedreiro. "Constrangido, o senhor Antonio me pede desculpas toda vez que precisa faltar ao trabalho para comparecer às audiências, já que a posição do Itaú é aguardar a decisão da Justiça", diz Caio. Nove meses depois, no dia 18 de julho de 2007, iniciou-se o julgamento do segurança Natalício Marins.

Gênero Documentário
Diretor Jeferson De
Ano 2007
Duração 13 min
Cor Colorido
Bitola indisponível
País Brasil

Ficha Técnica

Produção Jeferson De, Barraco Forte Fotografia Daniel Turini Roteiro Cristiane Arenas Som Marcelo Cordeiro Câmera Daniel Turini Pesquisa Cristiane Arenas Imagens Jeferson De, Cristiane Arenas Entrevistados Caio Blat, Antonio Salvador de Souza (Seu Dodô), Manuela Paula dos Santos, Magna de Cássia Santos de Souza, Marizia Verônica Santos de Souza, Julio Santos de Souza, Josias Santos de Souza Fotografias Arquivo pessoal da família, Eduardo Menezes Produção de Finalização Giovana Saad Créditos Luciano Godói Curadoria Carla Esmeralda Assistência de Curadoria Alice Gomes

Festivais

Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul 2008

9 de jul de 2007

J.

O documentário relata, passo a passo, as tentativas frustradas de obter proteção, feitas por um líder comunitário no Rio de Janeiro. O vídeo tem a forma de um relatório, recorrendo a documentos como registro de ocorrência, notícias de jornal, fotografias, cartas, e-mails e uma gravação apenas de áudio em que é entrevistado por um repórter. São seqüências separadas por palavras-chaves de cada passo dado pelo personagem em busca de proteção em forma de legenda sobre fundo preto: pede, presta, entra, volta, registra, recebe, informa, envia etc.

Gênero Documentário
Diretor Eduardo Escorel
Ano 2008
Duração 14 min
Cor Colorido
Bitola HDV
País Brasil

Ficha Técnica

Produção Cinefilmes 2008 Fotografia Abc, Jacque Cheuiche Roteiro Eduardo Escorel Edição Eduardo Escorel, André Lucas Assistente de Câmera Gabriel Hoffmann Assistente de Produção Gustavo Jesus Finalização Alexandre Rocha, Marcelo Pedrazzi Pesquisa Rita Toledo Apoio Videofilmes Mixagem Denilson Campos Música Jards Macalé, Monarco, Coração Do Brasil, Solo 1 Voz, Solo 2 Voz, Cristina Buarque, Vocal, Velha Guarda Da Portela, Percussão, Ovídio E Gordinho Fotografias Paulo Araújo, Agência O Dia, Marcos D'paula, Agência Estado, Custódio Coimbra, Agência O Globo Produção de Finalização Giovana Saad Créditos Luciano Godói Curadoria Carla Esmeralda Assistência de Curadoria Alice Gomes

Festivais

Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul 2008
Mostra Eduardo Escorel 2008

8 de jul de 2007

Fruto da Terra

Marcos Tiarajú foi o primeiro bebê nascido na Fazenda Annoni, em 1985. Os pais fizeram parte das 1500 famílias na ocupação realizada pelo MST, início de uma nova etapa na luta pela reforma agrária no Brasil. Sua mãe, Rose, foi morta durante essa luta. A história dessa ocupação, que culminou com a conquista da terra e de novas oportunidades de vida, é contada nos dois premiados documentários de Tetê Moraes, Terra para Rose e O Sonho de Rose, 10 anos depois. Hoje, com 22 anos, Marcos é bolsista de medicina, em Cuba. Uma saga de conquista de direitos humanos, através da luta social, uma história de superação de desigualdades e injustiças, de marginalização e miséria.

Gênero Documentário
Diretor Tetê Moraes
Ano 2008
Duração 15 min
Cor P&B
Bitola HDV
País Brasil

Ficha Técnica

Produção Vem Ver Brasil Fotografia Cezar Moraes, Abc Roteiro Tetê Moraes Som Ricardo Perez, Sérgio Muñoz Edição de som José Moreau Louzeiro, Meios e Mídia Câmera Cezar Moraes, Abc Produção Executiva Tetê Moraes Assistente de Produção Rita Lanari Finalização Link Digital Apoio AECID - Centro Cultural de Espanha em São Paulo, Secretaria do Audiovisual Ministério da Cultura, CTAV - Centro Técnico Audiovisual Mixagem Roberto Leite, Alexandre Ferraz Jardim, Ctav, SAV, MINC Montagem Luiz Guimarães de Castro Trilha Sonora Citações das Trilhas dos Filmes, TERRA PARA ROSE Trilha De RICARDO PAVÃO, O SONHO DE ROSE, 10 ANOS DEPOIS, Trilha de LUIZ CLÁUDIO RAMOS Baseada em "Assentamento" Música de CHICO BUARQUE Produção de Finalização Giovana Saad, Aída Marques / MP2 Créditos Luciano Godói Curadoria Carla Esmeralda Assistência de Curadoria Alice Gomes Consultoria Musical Lysias Enio

Festivais

Festival do Maranhão 2008
Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul 2008

7 de jul de 2007

Flor na Lama

O filme aborda a visão dos jovens de 16 a 22 anos residentes na periferia do Rio de Janeiro e que convivem diariamente com a falta desses direitos. Através das oficinas de vídeo, fotografia e Filosofia estes jovens mostram sua produção artística e suas opiniões sobre, por exemplo, as chacinas da baixada e o convívio na comunidade. Sua busca é ser respeitados por sua condição de favelados - a favela e seus habitantes.

Gênero Documentário
Diretor Direção coletiva: Spetaculu - Escola Fábrica de Espetáculos
Ano 2008
Duração 13 min
Cor Colorido
Bitola indisponível
País Brasil

Festivais

Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul 2008

6 de jul de 2007

Escola Eldorado

Testemunha viva da história recente do Brasil, Alcione Silva migrou do Maranhão para o sul do Pará nos anos 60 em busca de terra e trabalho. Como agricultor no Araguaia, presenciou a ação do Exército no embate com a guerrilha e a derrota do movimento, comandada por Sebastião Curió, atual prefeito de Curionópolis. Por boa parte dos anos 80, Alcione viveu no garimpo de Serra Pelada sem fazer fortuna, voltando depois a trabalhar como agricultor. Juntou-se ao MST e, baleado na curva do S, sobreviveu ao massacre de Eldorado dos Carajás em 1997. Hoje vive em Eldorado, trabalhando em terras que nunca foram suas. Todos seus filhos têm o estudo que lhe foi negado pelos pais. "Mesmo analfabeto, hoje eu sei que existe uma constituição e que nela tem um artigo que diz que todo brasileiro é igual perante a lei. (...) Hoje eu sei que é assim: pode ser um médico ou um advogado, ele é tão brasileiro quanto eu."

Gênero Documentário
Diretor Victor Lopes
Ano 2008
Duração 13 min
Cor Colorido
Bitola indisponível
País Brasil

Ficha Técnica

Produção TV ZERO Som Renato Calaça Edição de som Bernardo Gebara Direção de produção Henrique Castelo Branco, Eudes Santos Assistente de Direção Marcela Bourseau, Luana Pagin Assistente de Câmera Bruno Magalhães Pesquisa de Imagens Adriana Cursino Produção Executiva Rodrigo Letier Assistente de edição Gisele Barreto Direção de Fotografia Luis Abramo Mixagem Bernardo Gebara Pós-produção Leonardo Domingues Montagem Fernando Vidor Fotografias Bruno Magalhães Produção de Finalização Giovana Saad Produtor Associado Roberto Berliner Coordenador de produção Lorena Bondarovsky Créditos Luciano Godói Curadoria Carla Esmeralda Assistência de Curadoria Alice Gomes

Festivais

Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul 2008

5 de jul de 2007

Direitos Humanos, a Exceção e a Regra

A partir de imagens selecionadas por João Roberto Ripper, o diretor faz um filme denúncia sobre a situação dos Direitos Humanos no Brasil destacando os principais eventos e momentos marcantes da história do país nos últimos 40 anos.

Gênero Documentário
Diretor Gringo Cardia
Ano 2008
Duração 10 min
Cor P&B
Bitola indisponível
País Brasil

Ficha Técnica

Locução Caio Blat

Festivais

Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul 2008

4 de jul de 2007

Cavalão

Capitão Romeu, integrante do Grupamento de Policiamento para Áreas Especiais, chegou ao Morro do Cavalão em Niterói há quatro anos. Encontrou 4.200 habitantes e um índice de violência bastante alto. Desde o início tinha a idéia de criar projetos para crianças para melhorar a auto-estima da população. Hoje o Capitão tem 73 policiais sob o seu comando e uma série de projetos que os próprios inventaram e colocaram em prática, como aulas de informática com internet, alongamento, ioga, dentista, passeios com crianças e outros. O portão do posto de polícia está sempre aberto e o lugar parece até um "clube". Pouco a pouco eles foram ganhando apoio da comunidade. Eles começaram a receber notícias dos moradores sobre os traficantes, que foram deixando o morro sem nenhum acordo. Há três anos não tem mais tiro no Cavalão.

Gênero Documentário
Diretor Sandra Kogut
Elenco Capitão Romeu, crianças do Morro do Cavalão, Sargento Garcia, Sargento Ronaldo, Tenente Ribeiro
Ano 2007
Duração 15 min
Cor Colorido
Bitola DVCam
País Brasil

Ficha Técnica

Produção Tambellini Filmes Som Leonardo Bittencourt Assistente de Direção Rafael Miranda Imagens Leonardo Bittencourt Montagem Alexandre Saggese Produção de Finalização Giovana Saad Créditos Luciano Godói Curadoria Carla Esmeralda Assistência de Curadoria Alice Gomes

Festivais

Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul 2008

3 de jul de 2007

Amapô

Através de uma história de vida o filme trata de questões relacionadas aos direitos humanos, como o direito à diferença. A vida da personagem é apresentada a partir de outros, a alteridade como lógica. Os espectadores completam os sentidos e aos poucos percebem que se trata de um homossexual que, ainda na adolescência, virou travesti. "Amapoa" é um termo que vem do Iorubá e transformou-se em uma gíria de travestis para falar de mulher. O filme traz um desfecho brutal, revelando que o personagem sofreu uma forte violência. Homofobia. A abordagem leva à identificação com a personagem e permite reflexões sobre a intolerância da sociedade atual.

Gênero Documentário
Diretor Kiko Goifman
Ano 2008
Duração 12 min
Cor Colorido
Bitola HDV
País Brasil

Ficha Técnica

Produção Jurandir Muller Roteiro Kiko Goifman, Claudia Priscilla Som Patrício Salgado Direção de produção Claudia Priscilla, Cristina Alves Assistente de Produção Cláudio Mello, Handerson Inácio Argumento Kiko Goifman, Marcelo Caetano Pesquisa Claudia Priscilla, Marcelo Caetano Direção de Fotografia Pedro Marques Tratamento de Áudio Trilha Original Realização PaleoTV Montagem Patrício Salgado Trilha Sonora DJ Patroniq Entrevistados Bianca di Capri, Fábio Souza, Aline Cristina de Souza, Dênia Amparo Gomes, Josélia B. de Andrade Santos, Leonardo A. de Moraes Franco, Maíra Thaís Teixeira de Souza, Maria Helena A. de Souza Pinto, Maria Izabel A. de Moraes Franco, Rafaela Alves de Moraes Franco, Suelen Fernanda de Moraes Franco, Vera Oliveira da Silva Produção de Set Marcelo Caetano Produção de Finalização Giovana Saad Motorista Sérgio Zavanelli Créditos Luciano Godói Curadoria Carla Esmeralda Assistência de Curadoria Alice Gomes

Festivais

Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul 2008

2 de jul de 2007

Vidas no Lixo

O filme mostra crianças e adolescentes que vivem do lixo. Enquanto reviram sacos de lixo pelas ruas e recolhem materiais úteis para vender a empresas de reciclagem, crianças - que se alimentam deste mesmo lixo - falam sobre suas vidas, suas famílias, seus sonhos e desejos de estudar, mas logo sua avassaladora realidade se impõe com a gravidez inesperada de uma menina de 14 anos.

Gênero Documentário
Diretor Alexandre Stockler
Elenco Crisleide Carvalho de Mello, Graziele Carvalho de Paula, Leandro da Silva Messias
Ano 2008
Duração 15 min
Cor Colorido
Bitola DVCam
País Brasil

Ficha Técnica

Produção A Exceção e a Regra Produções Artísticas Roteiro Alexandre Stockler Edição Alexandre Stockler Som Alexandre Stockler, Alberto Bandoni Neto Edição de som Fernando Henna Câmera Alexandre Stockler, Christiano Stockler Direção de produção Gisele Jordão Assistente de Direção Christiano Stockler Produção Executiva Alexandre Stockler, Christiano Stockler Finalização Túlio Galvão Realização A Exceção e a Regra Produções Artísticas Produção de Finalização Giovana Saad Produtor Associado TGV Produções Arte Ana Terra Capobianco, Sato Créditos Luciano Godói Curadoria Carla Esmeralda Assistência de Curadoria Alice Gomes

Festivais

Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul 2008
Mostra Internacional de Cinema de São Paulo 2008

1 de jul de 2007

O Pequeno e o Grande

O morrinho é uma maquete feita de pedaços de tijolos que ocupa 300m² dentro da Favela do Pereirão, Zona Sul do Rio de Janeiro, criada há 10 anos por crianças. Neste ano o "morrinho" foi convidado a participar da Bienal de Veneza, a mais importante mostra de arte contemporânea do mundo. Pequeno/Grande revela um pouco desta trajetória. Estes meninos, criadores do morrinho anos atrás, agora são homens, suas vidas foram transformadas pela arte, o trabalho, a solidariedade e a força do grupo. A formação destes meninos, foco deste filme, é a exceção que confirma a regra.

Gênero Documentário
Diretor Fábio Gavião, João Jardim, Markão Oliveira
Elenco José Carlos da Silva "Júnior", Luciano de Almeida, Maycon Souza de Oliveira, Nelcirlan Souza de Oliveira, Paulo Vitor da Silva Dias, Raniere Dias, Renato Dias, Rodrigo de Maceda Perpétuo
Ano 2008
Duração 12 min
Cor Colorido
Bitola indisponível
País Brasil

Ficha Técnica


Produção Morrinho Roteiro João Jardim Edição Fábio Gavião, Gabi Paschoal, João Jardim Som Acervo TV MORRINHO Edição de som Ricardo Mansur Câmera Markão Oliveira, Renato Dias, Raniere Dias, José Carlos da Silva "Júnior", Luciano de Almeida, Maycon Souza de Oliveira, Nelcirlan Souza de Oliveira, Paulo Vitor da Silva Dias, Rodrigo de Maceda Perpétuo Direção de produção Fábio Gavião, Chico Serra, Markão Oliveira Produção Executiva Fábio Gavião, Chico Serra, Markão Oliveira Assistente de Produção Kelly Martins Finalização Link Digital Direção de Fotografia Markão Oliveira Mixagem Ricardo Mansur Imagens Acervo TV MORRINHO Música "Diretoria", MC Maiquinho Trilha Sonora Ricardo Mansur, Bernardo Oliveira Produção de Finalização Giovana Saad Técnico de som Bruno Espírito Santo, Equipe TV Morrinho Créditos Luciano Godói Curadoria Carla Esmeralda Assistência de Curadoria Alice Gomes


Festivais

Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul 2008