PESQUISA: CURTA-METRAGENS

Coloque entre aspas duplas (eg.: "Jorge Furtado")
Loading

31 de dez de 2007

Onde Quer que Você Esteja

No programa de rádio "Onde Quer Que Você Esteja", Lúcia e Waldir quase reencontram aquilo que realmente haviam perdido.

Gênero Ficção
Diretor Bel Bechara, Sandro Serpa
Elenco Débora Duboc, Leonardo Medeiros, Robson Emílio
Ano 2003
Duração 15 min
Cor Colorido
Bitola 35mm
País Brasil

Ficha Técnica

Produção Bel Bechara, Sandro Serpa Fotografia Bel Bechara, Sandro Serpa Roteiro Bel Bechara, Sandro Serpa Edição Bel Bechara, Sandro Serpa Som Direto João Godoy Direção de Arte Ivana Calado Trilha original Jards Macalé, Julio Medaglia, Ricardo Biggio Empresa produtora Macondo Filmes Edição de som Bel Bechara, Sandro Serpa Direção de produção Emerson Jussiani Categoria Premiére

Prêmios

Melhor Ator no Curta Santos 2003
Menção Honrosa ABD no Festival Internacional de Curtas de São Paulo 2003
Melhor Curta - Votação online no Porta-Curtas Petrobras 2003

Festivais

Festival de Brasília 2003
Festival de Curtas de São Paulo 2003
Festival de Tiradentes 2004
Festival do Rio BR 2003
Goiânia Mostra Curtas 2003
International Film Festival of Uruguay 2004
Mostra do Audiovisual Paulista 2004
Mostra Internacional de Cinema de São Paulo 2003
Alucine - Latin-American Film Festival of Toronto 2003
Cine Amazônia 2003
Famafest - Festival Internacional de Cinema de Famalicão 2004
Mostra Curta Cinema 2003
Panorama Brasil Coisa de Cinema 2004

30 de dez de 2007

Oficina Perdiz

Perdiz instalou sua oficina mecânica em uma área pública na cidade planejada de Brasília (Brasil), no ano de 1969. Há 17 anos abriu seu espaço pela primeira vez para o teatro com Esperando Godot de Becket. E não parou mais. Hoje permanece no mesmo local, dividido entre peças mecânica e teatrais. Entretanto, continua irregular.

Prêmios

Melhor Roteiro no Curta Canoa 2007
Prêmio CTAV no Festival Internacional de Curtas de São Paulo 2007
Prêmio ABD e C no Mostra do Filme Etnográfico 2007
Melhor Curta 35mm - Prêmio Câmara Legislativa no Festival de Brasília 2007
Melhor Documentário no Vídeo Festival São Carlos 2007

29 de dez de 2007

O Xadrez das Cores

Cida, uma mulher negra de quarenta anos, vai trabalhar para Maria, uma velha de oitenta anos, viúva e sem filhos, que é extremamente racista. A relação entre as duas mulheres começa tumultuada, com Maria tripudiando em cima de Cida por ela ser negra. Cida atura a tudo em silêncio, por precisar do dinheiro, até que decide se vingar através de um jogo de xadrez.

Gênero Ficção
Diretor Marco Schiavon
Elenco Anselmo Vasconcellos, Mirian Pyres, Zezeh Barbosa
Ano 2004
Duração 22 min
Cor Colorido
Bitola 35mm
País Brasil

Ficha Técnica

Produção Midmix Entretenimento, Marco Shiavon Fotografia Gilberto Otero Roteiro Marco Schiavon Direção de Arte Irene Black Empresa produtora Midmix Entretenimento Edição de som Mariana Barsted Câmera Gilberto Otero Direção de produção Claudia Couto Produção Executiva Alexandre Moreira Leite Montagem Fábio Gavião, Marco Schiavon Música José Lourenço

Prêmios

Melhor Filme - Júri Popular no Festival de Cinema de Goiás 2005
Finalista no Grande Prêmio TAM do Cinema Brasileiro 2005
Melhor Curta - Júri Popular no Festival de Cinema Brasileiro de Miami 2005
Melhor Curta Metragem Nacional pelo Júri Popular no Festival de Cinema e Vídeo de Curitiba 2005
Prêmio Especial no Festival de Cinema e Vídeo de Curitiba 2005
Melhor Curta Metragem Nacional pelo Júri Popular no Festival de Goiania 2005
Melhor Atriz no Jornada de Cinema da Bahia 2005
Melhor Curta Metragem Nacional pelo Júri Popular no Mostra Cine Rota 22 2005

Festivais

Cine PE 2005
Festival de Belém 2005
Festival do Ceará 2005
Festival Internacional de Curtas-Metragens de Belo Horizonte 2004
Los Angeles Intl Short Film Festival 2004
Mostra de Cinema de Macapá 2005

28 de dez de 2007

O Velho, o Mar e o Lago

O velho somos todos nós. O mar é a vida. O lago, solidão.

Gênero Ficção
Diretor Camilo Cavalcante
Elenco Cosme Soares
Ano 2000
Duração 20 min
Cor P&B
Bitola 35mm
País Brasil

Ficha Técnica

Produção Andrea Medeiros Co-produção Funarte, LUNI Produções, Imagem Bruta, Labo Cine, CTAV Fotografia Mauro Pinheiro Jr. Roteiro Camilo Cavalcanti Edição André Sampaio Som Direto Osman Assis, Pedro Moreira Direção de Arte Darcel Andrade, Cleonice Veloso Trilha original Sergio Campelo Empresa produtora República Pureza Filmes Edição de som André Sampaio Figurino Paulo Ricardo da Costa Produção Executiva Marcello Maia Montagem André Sampaio Produção de Elenco Paulo Ricardo da Costa

Prêmios

Melhor Curta no Festival de Cuiabá 2000
Melhor Ator no Festival de Recife 2001
Melhor Diretor no Festival de Recife 2001
Melhor Ficção no Festival de Recife 2001
Melhor Fotografia no Festival de Recife 2001
Melhor Direção de Arte no Festival de Vitória 2001
Melhor Fotografia no Festival de Vitória 2001
Melhor Diretor no Festival do Ceará 2001
Melhor Fotografia no Prêmio ABC - Associação Brasileira de Cinematografia 2001
Prêmio do Público no Festival Brasil Plural 2002
Melhor Ator no Festival Guarnicê do Maranhão 2001
Melhor Diretor no Festival Guarnicê do Maranhão 2001
Melhor Ficção no Festival Guarnicê do Maranhão 2001
Melhor Filme no Festival Guarnicê do Maranhão 2001
Melhor Fotografia no Festival Guarnicê do Maranhão 2001
Melhor Ator no Jornada da Bahia 2001
Melhor Diretor no Jornada da Bahia 2001
Melhor Filme de Ficção no Jornada da Bahia 2001
Melhor Montagem no Jornada da Bahia 2001
Melhor Filme no Mostra Curta Cinema 2000

27 de dez de 2007

O Mundo é uma Cabeça

O Manguebeat é um movimento que eclodiu no início dos anos 90 em Pernambuco. E o filme mostra essa história e a trajetória do seu principal protagonista: Chico Science.

Gênero Documentário
Diretor Bidu Queiroz, Cláudio Barroso
Ano 2004
Duração 17 min
Cor Colorido
Bitola 35mm
País Brasil

Ficha Técnica

Fotografia Paulo Jacinto Reis (Feijão) Roteiro Cláudio Barroso, Bidu Queiroz Empresa produtora Beluga Produções, Truques Cinematográficos, Neander Filmes Edição de som Carlos Cox Montagem João Maria Araújo Trilha Sonora Chico Science, Otto, Nação Zumbi, Mundo Livre S/A, Mestre Ambrósio, Ortinho

Prêmios

Os 10 Mais - Escolha do Público no Festival Internacional de Curtas de São Paulo 2005
Prêmio Cachaça Cinema Clube no Festival Internacional de Curtas de São Paulo 2005
Prêmio Unibanco de Cinema no Festival Internacional de Curtas de São Paulo 2005

Festivais

Cine PE 2005

26 de dez de 2007

O Lobisomem e o Coronel

A produção deste curta foi viabilizada com Patrocínio Petrobras. Um violeiro cego dedilha um repente e conta uma história passada na fazenda de um rico coronel da região.

Prêmios

Melhor Filme - Júri Popular no Anima Mundi 2002
Melhor Filme Brasileiro no Anima Mundi 2002
Melhor Filme Animação no Cine Ceará 2002
Melhor Roteiro no Cine Ceará 2002
Melhor Filme Animação no Jornada Internacional de Cinema da Bahia 2002
Melhor Música no Jornada Internacional de Cinema da Bahia 2002
Melhor Animação no Vitória Cine Vídeo 2002
Melhor Filme Animação no Festival Latino de Campo Grande 2002

25 de dez de 2007

O Jaqueirão do Zeca

Para escolher o seu repertório, o cantor e compositor Zeca Pagodinho organiza uma grande roda de samba. A reunião é uma grande festa que não tem hora para acabar e serve de deixa para que se conheça os sambistas que, em parceria com Zeca, ajudam a manter acessa a chama do samba de raiz.

Gênero Documentário
Diretor Denise Moraes, Ricardo Bravo
Elenco Jamelão, Serginho Meriti, Trio Calafrio, Zé Roberto Efeson, Zeca Pagodinho
Ano 2004
Duração 20 min
Cor Colorido
Bitola 35mm
País Brasil

Ficha Técnica

Produção Rita Veiga Fotografia Dib Lutfi Roteiro Denise Moraes Empresa produtora Lumen Produções Montagem Sueli Nascimento

Prêmios

Melhor Curta - Jurí Oficial no Festival do Rio 2004
Prêmio ABD e C no Festival do Rio 2004
Prêmio Porta Curtas no Festival do Rio 2004
Melhor Curta - Júri Popular no Festival de Cinema Brasileiro de Miami 2004

Festivais

Festival de Gramado 2004

24 de dez de 2007

O Dia em que o Bambu Quebrou no Meio

Documentário realizado no velório de Bezerra da Silva.

Prêmios

Os 10 Mais - Escolha do Público no Festival Internacional de Curtas de São Paulo 2005
Prêmio Porta Curtas no Festival Internacional de Curtas de São Paulo 2005

23 de dez de 2007

O Brilho dos Meus Olhos

Em busca de um momento prodigioso, para que faça algum sentido continuar vivendo.

Prêmios

Melhor Filme de Ficção no Guarnicê de Cine e Vídeo 2007
Melhor Filme Nacional no Guarnicê de Cine e Vídeo 2007
Melhor Roteiro no Guarnicê de Cine e Vídeo 2007
Melhor Trilha Adaptada no Guarnicê de Cine e Vídeo 2007

22 de dez de 2007

O Bolo e o Queijo

Como a decisão de uma insignificante barata pôde alterar o curso da vida de um homem e de toda sua cidade.

Gênero Ficção
Diretor Daniel Mattos, Marcos Felipe
Elenco Ana Luisa Rabelo, Diego Larrea, Juliana Bravin, Líbero Saporetti, Raul Ferreira, Ricardo Marecos
Ano 2004
Duração 15 min
Cor Colorido
Bitola 35mm
País Brasil

Ficha Técnica

Produção Moira Lynch Fotografia Marcos Felipe Delfino Roteiro Marcos Felipe Delfino Som Direto Walter Goulart, Sergio Boi, Joaquim Santana Direção de Arte Andrea Costa Empresa produtora Demian Assistente de Câmera Lula Carvalho, Vica Nabuco, Rodrigo Monte, Paloma Carvalho, Tatiana Revoredo, Silvia Gangene, Pedro Seram, Fernanda Trindade, Duane Buzz Produção Executiva Marcos Felipe Delfino, Daniel Mattos, Marcial Renato de Campos Montagem Marcos Felipe Delfino, Daniel Mattos Música Leonardo Tucherman, Andre Ferraz Steadycam Fabrício Tadeu

Prêmios

Melhor Direção de Arte no Festival de Belém 2004
Melhor Figurino no Festival de Cinema de Maringá 2004
Melhor Fotografia no Festival de Cinema de Maringá 2004
Melhor Som no Festival de Cinema de Maringá 2004
Melhor Filme no Festival Amazonas Filmes 2004
Seleção dos 5 melhores filmes no Festival de Vídeo de São Carlos 2004

Festivais

Curta-se - Festival Luso-Brasileiro de Curtas Metragens de Sergipe 2005
FAM - Florianópolis Audiovisual Mercosul 2004
Festival de Brasília do Cinema Brasileiro 2005
Festival de Cinema de Belém 2004
Festival de Cinema de Campo Grande 2005
Festival de Cinema de juiz de Fora 2004
Festival de Cinema de Palmas 2004
Festival de Cinema de Ribeirão Preto 2005
Festival de Cuiabá 2004
Festival de Vídeo de Teresina 2004
Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro - Curta Cinema 2004
FLO - Festival do Livre Olhar 2005
Goiânia Mostra Curtas 2004
Mostra de Cinema de Tiradentes 2005
Chicago Latino Film Festival 2005
Cine São Luís 2005
Festival Cinema Vídeo e Dcine de Curitiba 2004
Festival Internacional de Cinema do Uruguai 2005
Jornada de Cinema da Bahia 2004
NÓIA - Festival Sul-Americano de Cinema e Vídeo Universitários 2004
Festival Curta Natal 2005

21 de dez de 2007

Morte.

Casal prepara-se para a "grande viagem" não esquecendo as flores, a música, a bagagem: tudo nos mínimos detalhes.

Gênero Ficção
Diretor José Roberto Torero
Elenco Laura Cardoso, Paulo José
Ano 2002
Duração 15 min
Cor Colorido
Bitola 35mm
País Brasil

Ficha Técnica

Produção Zita Carvalhosa Roteiro José Roberto Torero Edição Vânia Debs Som Direto Leonardo Costa Gomes Direção de Arte Billy Castilho Empresa produtora Cinematográfica Superfilmes Produção Executiva Camilla Ribas Direção de Fotografia Katia Coelho Participação especial Carlos Mariano, Carlos Moreno, Umberto Magnani, Myriam Muniz, Francisco Martins, Renato Consorte

Prêmios

Melhor Ator no Vitória Cine Vídeo 2002

Festivais

Festival de Brasília 2002
Festival do Rio BR 2002
Festival Internacional de Rotterdam 2003
Mostra de Cinema de Tiradentes 2002
Toronto Latin Film Video Festival 2002
Mostra Curta Cinema 2002

20 de dez de 2007

Metamorfose

Documentário sobre a vida de Roseane Ferreira dos Santos, a madrinha do atletismo paradesportivo brasileiro. A pernambucana Rosinha tornou-se ícone no esporte nacional ao superar a deficiência física e conquistar 50 medalhas de ouro ao longo da carreira e dois recordes mundiais nas Paraolimpíadas de 2000.

Prêmios

Melhor Som no FAM - Florianópolis 2002
Melhor Trilha Sonora no FAM - Florianópolis 2002
Menção Especial do Juri no Festival de Cinema do Recife 2002
Melhor Documentário em Curta-metragem no Festival de Varginha 2003

19 de dez de 2007

Mestre Humberto

Um passeio pela Lapa, Campo de Santana e pela África através dos amigos e da memória de um aluno mais antigo da vida, cuja graça é Humberto de Souza.

Gênero Documentário
Diretor Rodrigo Savastano
Elenco Amorim, Angelo, Bob Estrela, Godot, Loura, Marleide, Mestre Humberto
Ano 2005
Duração 20 min
Cor Colorido
Bitola 35mm
País Brasil

Ficha Técnica

Produção Rodrigo Savastano, Luisa Pitanga, Marcia Mansur Fotografia Pedro Urano Roteiro Rodrigo Savastano Som Direto Eduardo Guedes, Rodrigo Veras Direção de Arte Rodrigo Savastano Empresa produtora Caxanga iLTDA. Edição de som Ricardo Mansur Assistente de Direção Marcia Mansur Argumento Luisa Pitanga, Marcia Mansur Pesquisa Márcia mansur, Luisa Pitanga Montagem Rodrigo Savastano Música Humberto de Souza Informações cedidas por Kinoforum

Prêmios

Os 10 Mais - Escolha do Público no Festival Internacional de Curtas de São Paulo 2005
Prêmio aquisição Canal Brasil no Festival Internacional de Curtas de São Paulo 2005

Festivais

FAM - Florianópolis 2005
RIOFILME 2003
Festival de Curtas de Belo Horizonte 2005

18 de dez de 2007

Mauro Shampoo - Jogador, Cabelereiro e Homem

Mauro Shampoo, cabelereiro e ex-jogador de futebol, ficou famoso por jogar no Ibis Sport Club conhecido como o Pior Time de Futebol do Mundo.

Prêmios

Melhor Curta no ABC - Academia Brasileira de Cinematografia 2006
Melhor Curta no Curta-se - Festival Luso-Brasileiro de Curtas Metragens de Sergipe 2006
Melhor Curta - Júri Popular no Curta-se - Festival Luso-Brasileiro de Curtas Metragens de Sergipe 2006
Melhor Documentário no Curta-se - Festival Luso-Brasileiro de Curtas Metragens de Sergipe 2006
Destaque do Júri Popular no FAM - Florianópolis 2006
Melhor Curta - Júri Popular no Festival do Rio 2006
Prêmio Porta Curtas no Festival do Rio 2006
Menção Honrosa no Festival du Cinema de Bruxelles 2006
Melhor Documentário no Festival Latino Americano de Cinema Independente de St Petersburg 2006
Melhor Curta no Festival Pop de Cinema 2007
Melhor Curta - Júri Popular no Goiânia Mostra Curtas 2006
Melhor Documentário em Curta-metragem no Grande Prêmio Brasil de Cinema 2006
Melhor vídeo no Mostra de CInea de Tiradentes 2007
Melhor Trilha Sonora no Festival Guarnicê do Maranhão 2006

17 de dez de 2007

Juro que Vi: O Curupira

Essa história aconteceu numa noite de lua cheia no coração da floresta. Algumas pessoas dizem que é lenda, supertição do povo da roça. Outras dizem que não, que essa história aconteceu! Este filme é uma produção da MultiRio - Empresa Municipal de Multimeios.

Prêmios

Melhor Curta - Júri Popular no Anima Mundi 2004
Melhor Animação no Festival Audiovisual de Pernambuco 2004
Melhor direção no Festival Audiovisual de Pernambuco 2004
Prêmio Espaço Unibanco no Festival Internacional de Curtas de São Paulo 2004
Melhor Som no Jornada Internacional de Cinema da Bahia 2004

16 de dez de 2007

Juro que Vi: O Boto

Um caso de amor entre uma moça e um golfinho, história baseada em lenda do folclore brasileiro. Este filme é uma produção da MultiRio - Empresa Municipal de Multimeios.

Prêmios

Melhor Curta - Júri Popular no Anima Mundi 2005
Melhor Curta de Animação no Festival de Guarnicê 2005

15 de dez de 2007

Feira Livre (Free Market)

Um domingo de sol na companhia dos vendedores de uma feira de Copacabana. Os bordões, os produtos e serviços, as histórias engraçadas destes personagens de um dos espaços mais típicos da cidade.

Gênero Ficção
Diretor Halder Gomes
Elenco Amadeu Maia, Chato, Edmilson Filho, Francysgleydson, Haroldo Guimarães, Ling
Ano 2004
Duração 15 min
Cor Colorido
Bitola 35mm
País Brasil

Ficha Técnica

Fotografia Roberto Iuri Roteiro Halder Gomes, Micheline Helena, Thiago Daniel Som Direto Alfredo Guerra Direção de Arte Yukio Satto Empresa produtora Cia de imagem, ATC Entretenimentos Edição de som Beto Ferraz, Helena Duarte Direção de produção Tito Almeijeiras Produção Executiva Halder Gomes Montagem Helgi Thor Música Daniel Lopes, Marcio Rocha


Prêmios

Melhor Filme - Júri Popular no Amazonas Film Festival 2005
Melhor Filme - Júri Oficial no Festival de Cinema de Campo Grande 2005
Melhor Ator no Festival de Cinema de Maringá 2005
Melhor Cenografia no Festival de Cinema de Maringá 2005
Melhor Música no Festival de Cinema de Maringá 2005
Melhor Filme - Júri Oficial no Festival de Curtas de Natal 2005
Prêmio da ABD&C no Festival do Rio BR 2004
Melhor Roteiro no Festival Latino Americano de Curtas de Canoa Quebrada 2005
Melhor Direção de Arte no Festival Mercosul 2005
Melhor Filme 35mm - Juri Eletrobras no Festival Mercosul 2005
Melhor Roteiro no Festival de Cinema e Vídeo de Curitiba 2005
Menção Especial do Juri no Festival de Goiania 2004
Melhor Filme - Júri Oficial no Mostra do Filme Livre 2005

Festivais


Araribóia Cine 2005
Cine Ceará 2005
CINEPORT - Festival de Cinema de Países de Língua Portuguesa 2005
FAM - Florianópolis Audiovisual Mercosul 2005
Festival América do Sul 2005
Festival Internacional de Curtas de São Paulo 2004
Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro - Curta Cinema 2004
London Latin Film Festival 2005
Mostra Brasil Plural 2005
Mostra de Cinema de Tiradentes 2004
Anonimul International Film Festival 2005
Festival Internacional de São Luis 2005
Mostra Nordestina de Curtas 2005
Tirana International Film Festival 2005
Festival de Varginha 2005

14 de dez de 2007

Cine Holiúdy - O Astista Contra o Caba do Mal

Francisgleydson, o proprietário do Cine Holiúdi, humilde cinema no interior do Ceará nos anos 70... Primeiro filme inteiramente falado em cearencês!

Gênero Ficção
Diretor Halder Gomes
Elenco Amadeu Maia, Chato, Edmilson Filho, Francysgleydson, Haroldo Guimarães, Ling
Ano 2004
Duração 15 min
Cor Colorido
Bitola 35mm
País Brasil

Ficha Técnica

Fotografia Roberto Iuri Roteiro Halder Gomes, Micheline Helena, Thiago Daniel Som Direto Alfredo Guerra Direção de Arte Yukio Satto Empresa produtora Cia de imagem, ATC Entretenimentos Edição de som Beto Ferraz, Helena Duarte Direção de produção Tito Almeijeiras Produção Executiva Halder Gomes Montagem Helgi Thor Música Daniel Lopes, Marcio Rocha

Prêmios

Melhor Filme - Júri Popular no Amazonas Film Festival 2005
Melhor Filme - Júri Oficial no Festival de Cinema de Campo Grande 2005
Melhor Ator no Festival de Cinema de Maringá 2005
Melhor Cenografia no Festival de Cinema de Maringá 2005
Melhor Música no Festival de Cinema de Maringá 2005
Melhor Filme - Júri Oficial no Festival de Curtas de Natal 2005
Prêmio da ABD&C no Festival do Rio BR 2004
Melhor Roteiro no Festival Latino Americano de Curtas de Canoa Quebrada 2005
Melhor Direção de Arte no Festival Mercosul 2005
Melhor Filme 35mm - Juri Eletrobras no Festival Mercosul 2005
Melhor Roteiro no Festival de Cinema e Vídeo de Curitiba 2005
Menção Especial do Juri no Festival de Goiania 2004
Melhor Filme - Júri Oficial no Mostra do Filme Livre 2005

Festivais

Araribóia Cine 2005
Cine Ceará 2005
CINEPORT - Festival de Cinema de Países de Língua Portuguesa 2005
FAM - Florianópolis Audiovisual Mercosul 2005
Festival América do Sul 2005
Festival Internacional de Curtas de São Paulo 2004
Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro - Curta Cinema 2004
London Latin Film Festival 2005
Mostra Brasil Plural 2005
Mostra de Cinema de Tiradentes 2004
Anonimul International Film Festival 2005
Festival Internacional de São Luis 2005
Mostra Nordestina de Curtas 2005
Tirana International Film Festival 2005
Festival de Varginha 2005

13 de dez de 2007

As Coisas que Moram nas Coisas

Enquanto acompanham sua família formada por catadores de lixo, três crianças atribuem novos significados aos objetos descartados pela cidade, inventando brincadeiras e pontos de vista.

Gênero Ficção
Diretor Bel Bechara, Sandro Serpa
Elenco Gabriel Fantini, Jesser de Souza, Lucas Arruda, Luciana Arruda, Raquel Scotti Hirson, Robson Emílio
Ano 2006
Duração 14 min
Cor Colorido
Bitola 35mm
País Brasil

Ficha Técnica

Produção Paulo Boccato, Mayra Lucas Fotografia Bel Bechara, Sandro Serpa Roteiro Bel Bechara, Sandro Serpa Direção de Arte Manuela Ferrari Trilha original Lívio Tragtenberg Som João Godoy Edição de som Bel Bechara, Sandro Serpa Câmera Bel Bechara, Sandro Serpa Produção Executiva Bel Bechara, Sandro Serpa Montagem Sandro Serpa

Prêmios

Prêmio Porta Curtas no Festival Internacional de Curtas de São Paulo 2006

12 de dez de 2007

Concerto Número Três

Mãe, pai, filho e coda.

Gênero Ficção
Diretor Marco Dutra
Elenco Cacá Amaral, Caetano Gotardo, Lilian Blanc
Ano 2004
Duração 13 min
Cor Colorido
Bitola 16mm
País Brasil

Ficha Técnica

Fotografia Diego Guidi Roteiro Marco Dutra Som Direto Giancarlo Di Tommaso, Kim Nakasone Direção de Arte Juliane Peixoto Empresa produtora Festival Brasileiro de Cinema Universiário Montagem Natacha Marcatto Música Marco Dutra

Prêmios

Prêmio Sal Grosso no Festival Brasileiro de Cinema Universitário 2003

11 de dez de 2007

A Vingança da Bibliotecária (The Librarians Revenge)

Jamais perturbe o silêncio de uma biblioteca, ou despertarás a fúria da bibliotecária decrépita. Filmofagia de signos do imaginário terrorífico universal.

Prêmios

2º Melhor Curta no Festival universitário de Cinema e Vídeo de Curitiba 2006
Prêmio Walter da Silveira no Festival imagem em 5 minutos 2005
Melhor Curta 16mm no Mostra Taguatinga 2006
Melhor Filme Experimental no Olhares - Festival de Cinema e Vídeo da Universidade Federal de Viçosa 2006
Melhor vídeo no MOSTRA UNIVERSITÁRIA DE VÍDEO 2006

10 de dez de 2007

A Lâmpada e a Flor

João ganha a vida à beira de uma estrada às custas de Zulmira, prostituta dotada de poderes mágicos.

Prêmios

Seleção Oficial no CineEsquemaNovo - Festival de Cinema de Porto Alegre 2004
Prêmio Cachaça Cinema Clube no Festival Brasileiro de Cinema Universitário 2004
Prêmio da ABD&C no Festival Internacional de Cinema Universitário - Rio de Janeiro 2004
Seleção Oficial no Festival Internacional de Curtas de São Paulo 2004
Seleção Oficial no Festival Internacional de Escolas de Cinema de Tel Aviv 2004
Melhor Roteiro Original no Projeto Nascente 2001
Melhor direção no Vitória Cine Vídeo 2004

9 de dez de 2007

A Estória da Figueira (Fig's tree story)

A Estória da Figueira é uma adaptação da cantiga luso-brasileira de mesmo nome. Um pai viúvo e sua filha pequena moram em um lugarejo perdido, na vizinhança também habita uma mulher que prepara deliciosos bolos de mel e um jardineiro que cuida das plantas e dos bichos. A menina pede para o pai se casar com a vizinha, ao que ele se recusa, mas a filha insiste e a vida de todos começa a mudar depois do casamento.

Gênero Ficção
Diretor Julia Zakia
Elenco Luiz Orlandi, Marília de Santis, Marina Schenkel, Naomi Silman, Ricardo Puccetti
Ano 2006
Duração 17 min
Cor Colorido
Bitola 35mm
País Brasil

Ficha Técnica

Produção Guilherme César, Zilda Zakia Fotografia Heloisa Ururahy Roteiro Julia Zakia Som Direto Guile Martins Direção de Arte Monica Palazzo Edição de som Guile Martins Montagem Alexandre Gomes Taira Música Anima, Terra sonora

Prêmios

"Destaque em Contribuição Artística" no Festival Brasileiro de Cinema Universitário 2006
"Destaque em Expressão Cultural" no Festival Brasileiro de Cinema Universitário 2006
2º Lugar - Júri Popular no Festival Brasileiro de Cinema Universitário 2006
Destaque "Cachaça Cinema Clube" no Festival Brasileiro de Cinema Universitário 2006
Prêmio do Público no Festival Internacional de Curtas de São Paulo 2006
Melhor Fotografia de Filme Estudantil no Semana ABC 2007

Festivais

Festival Guarnicê de Cinema do Maranhão 2007
Festival Internacional de Escuelas de Cine - Argentina 2006
Kodak Film School Competition 2007
Mostra de Cinema de Tiradentes 2007
Mostra do Audiovisual Paulista 2006
ResFest 2006
Cachaça Cinema Clube 2006
Festival Internacional de Cinema da China - Beijing Film Academy Festival 2006
International VGIK Student Festival - Rússia 2006
Mar del Plata Film Festival 2007
Mostra do Filme Livre 2007
St. Kilda Film festival - Melbourne, Australia 2007

8 de dez de 2007

[Opus. (nôumeno)]

Um apartamento, um tecido;
Dois corpos, duas linhas;
Um espelho e uma agulha.

Gênero Ficção
Diretor Filipe Moura
Ano 2006
Duração 16 min
Cor Colorido
Bitola 16mm
País Brasil

Ficha Técnica

Produção Filipe Moura, Kinografia Co-produção UNESA, Curso de Cinema Fotografia Rafael Eiras Som Direto Marcelo Ferrão Direção de Arte Carlos Eduardo Trilha original Tim Gerlach Edição de som Tim Gerlach Figurino Jadson Raniere, Liliam Butini Direção de produção Sofia Saadi Assistente de Direção André Markwald, William P. Bonato Assistente de Produção Felipe Rocha, Priscila Mannini Still Filipe Moura Continuidade Gisele Barreto Pós-produção Filipe Moura Produção de Arte Carlos Eduardo Montagem Filipe Moura Eletricista João Eleotério 1º Assistente de Câmera Tiago Lombelo 2º Assistente de Câmera Fernanda Lopes Direção de elenco Maurício Souza Assistente de montagem Felipe Dantas, Fabiana Affonso, Diego Dadalt

Prêmios

Menção Honrosa no Festival Brasileiro de Cinema Universitário 2006
Melhor Trilha Sonora no Primeiro Plano - Festival de Cinema de Juiz de Fora 2006

Festivais

Cineme-SE 2007
Curta Cinema - Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro 2006
Festival Guarnicê de Cinema do Maranhão 2007
Mostra do Filme Livre 2006

7 de dez de 2007

Senhoras

Documentário bem humorado sobre a terceira idade feminina no Rio de Janeiro.

Prêmios

Melhor Vídeo pelo Júri Popular no Festival Brasileiro de Cinema Universitário 2002
Menção Honrosa no Festival Internacional de Curtas-Metragens de Belo Horizonte 2004
Melhor documentário em vídeo no Fenart - Festival Nacional de Artes da Paraíba 2002
Melhor Roteiro de Documentário no Fenart - Festival Nacional de Artes da Paraíba 2004

5 de dez de 2007

Crisálidas (Chrysalises)

Era uma vez... uma doce e inocente menina que vivia sob a cruel tirania de sua madrinha malvada. Ou, pelo menos, é o que somos levados a crer ao adentrar o universo fantasioso e obscuro de Ana. Vivendo trancada em casa com a madrinha, a menina brinca com seu artifício mais poderoso e livre de quaisquer amarras: a imaginação. Embalados por uma ingênua cantiga infantil, somos levados pelos labirintos concebidos em suas fantasias, em jogos de terror e desejos ocultos.

Prêmios

Prêmio Porta Curtas no Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro - Curta Cinema 2006
Melhor Filme no ANIM!ARTE Festival Brasileiro Estudantil de Animação 2006
Melhor Direção de Arte no Mostra 14 Bis de Vídeo Amador e Universitário 2006
Melhor Som no Mostra 14 Bis de Vídeo Amador e Universitário 2006
Melhor Filme Experimental no Mostra Nacional de Vídeo Universitário 2006
Melhor Edição no NÓIA - Mostra Cearense de Vídeos Universitários 2006

4 de dez de 2007

Estertor (Estertor)

Um banda, humor e suspense se misturam para compor uma ficção excêntrica e de genuíno caráter brasileiro. Horácio, um homem aposentado que mora na periferia de São Paulo, conta sua saga para resolver problemas de tabagismo e crise conjugal. "A fantástica história do homem sem pulmão."

Prêmios

Melhor Roteiro no Casperito 2006
Melhor vídeo no Casperito 2006
Destaque em Contribuição Técnica no Festival Brasileiro de Cinema Universitário 2006
Prêmio Cachaça Cinema Clube no Festival Internacional de Curtas de São Paulo 2006
Melhor vídeo no Mostra de Audiovisual Cásper Libero 2006
Melhor Edição no Mostra Londrina de Cinema 2006

3 de dez de 2007

Ver Ouvir

A pintura fala através do trabalho de três jovens artistas, Roberto Magalhães, Antonio Dias e Rubens Gerchman, simplesmente devastadores na visualidade com que, em seus trabalhos, transmutam a cacofonia da cidade contemporânea.

Gênero Documentário
Diretor Antonio Carlos da Fontoura
Ano 1966
Duração 20 min
Cor Colorido
Bitola 35mm
País Brasil

Ficha Técnica

Produção Canto Claro Fotografia David Drew Zingg Roteiro Antonio Carlos da Fontoura Som João Carlos Horta Câmera João Carlos Horta Montagem Mário Carneiro

Prêmios

1ºlugar no Festival de Brasília 1966

2 de dez de 2007

Feliz Aniversário, Urbana

O cotidiano de uma bancária solitária que no dia de seu aniversário só deseja uma coisa: dormir.

Gênero Ficção
Diretor Betse de Paula
Elenco Andrade, Eliana Carneiro, Malu Moraes, Torquato
Ano 1996
Duração 14 min
Cor Colorido
Bitola 35mm
País Brasil

Ficha Técnica

Produção Betse de Paula Fotografia Ricardo Aronovich Roteiro Betse de Paula Edição Virginia Flores Trilha original Alex Queiróz Empresa produtora Pólo de Cinema e Vídeo-DF Som Georges Prat Mixagem Florente Lavalée Montagem Virginia Flores Música Alex Queiróz Escola Produtora CPCE/UnB, FEMIS Cenários Marcelo Larrea

Prêmios

Melhor Atriz no Festival de Brasília 1996
Melhor Filme no Festival de Brasília 1996
Melhor Trilha Sonora no Festival de Brasília 1996
Melhor Atriz no Festival de Guarnicê 1997
Os 10 Mais - Escolha do Público no Festival Internacional de Curtas de São Paulo 1996
Prêmio Luís Estevão no Fundação Comunidade de Cultura Artes Visuais 1996
Melhor Atriz no Festival de Cinema e Vídeo de Curitiba 1997
Prêmio Especial do Júri no Festival de Cinema e Vídeo de Curitiba 1997

1 de dez de 2007

Verdade ou Conseqüência

As verdades e as conseqüências dos atos de cinco amigos.

Gênero Ficção
Diretor Aleques Eiterer
Elenco Ângela Câmara, Cristina Flores, Ítala Mattos, Joelson Gusson, Lucas Gouvêa
Ano 2002
Duração 13 min
Cor Colorido
Bitola 16mm
País Brasil


Ficha Técnica


Produção Aleques Eiterer, Franco Groia Fotografia Alexandre Muniz Roteiro Aleques Eiterer, Alexandre Muniz, Flávio Magalhães, Márcio dos Santos Edição Aleques Eiterer, Fabian Remy Direção de Arte Fabrício Felice, Débora Butruce Empresa produtora Departamento de Cinema e Vídeo da Universidade Federal Fluminense, Decine - CTAv - Funarte, Universidade Federal de Juiz de Fora, Prefeitura de Juiz de Fora, Coordenação de Audiovisual Unesco Som Nelson Gobbi Duque

Prêmios

Melhor Montagem no Festival de Brasília 2002
Melhor Roteiro no Festival de Brasília 2002

Festivais

Festival Brasileiro de Cinema Universitário 2002
Festival de Gramado 2002
Festival Internacional de Curtas de São Paulo 2002
Mostra Mix Brasil 2002
Primeiro Plano de Cinema de Juiz de Fora 2002
Jornada de Cinema da Bahia 2002
Mostra Curta Cinema 2002