PESQUISA: CURTA-METRAGENS

Coloque entre aspas duplas (eg.: "Jorge Furtado")
Loading

15 de jan de 2000

1970's

Veredas de Minas: Depoimentos de Manuelzão, Zito e outros personagens do criador de Grande Sertão: Veredas, sobre o romancista e o mundo do qual escolheu o material para a sua obra criadora. E sua posse na Academia de Letras, dias antes de sua morte.

Di Cavalcanti Di Glauber: Titulo Original: "Ninguém Assistiu ao Formidável Enterro de sua Quimera, Somente a Ingratidão, Essa Pantera, Foi Sua Companheira Inseparável."

Moreira da Silva: Documentário musical focalizando a figura ímpar do compositor e cantor Antonio Moreira da Silva, o popular Kid Morangueira, o inventor do samba de breque, que aos 70 anos está em plena forma de terno de linho branco e chapéu panamá, interpretando seus antigos sucessos em locais-cenários freqüentados pela antiga malandragem como o Morro de São Carlos, o Hipódromo da Gávea, o Cinema íris, a gafieira Elite e outros que marcam a imagem do Rio de Janeiro como o Pão de Açúcar.

O Aleijadinho: Um inventário da vida e da obra de Antônio Francisco Lisboa, o artista mais expressivo do Brasil colônia. Nascido em 1738 na antiga Vila Rica, hoje cidade de Ouro Preto (MG), cedo tornou-se conhecido pelas originais concepções técnicas e artística que introduziu em seu ofício de escultor. Além das obras realizadas em Ouro Preto, trabalhou também em Tiradentes, Congonhas do Campo, Sabará, Mariana e outras cidades vizinhas, mesmo acometido por uma doença que o deformou, mas que não o impediu de continuar sua obra monumental e comovente. Baseado em texto e roteiro de Lúcio Costa.

Mão Mãe: Homem nasce e cresce sob a tutela de uma imensa mão.

Missa do Galo: Uma estranha conversação entre D. Conceição e seu jovem hóspede, Nogueira, à espera da Missa do Galo.

H.O.: Cone Teatro Nô focalizando a obra do artista plástico carioca Hélio Oiticica, com texto poético de Haroldo de campos.

O Universo de Mojica Marins: Documentário sobre a vida e a obra do ator, diretor e produtor paulista JOSÉ MOJICA MARINS, penetrando em seu estúdio e mostrando o seu mundo: a origem de ZÉ DO CAIXÃO... O choque fascinante de um primitivo contra o cinema, em plena era de viagem à lua...

O Guru e os Guris: Documentário sobre Maurice Legeard (1922-1997), o mítico fundador do Cinemateca de Santos, e sua paixão pelo cinema. Crítico e realizador, Legeard foi ainda um dos gurus do cineclubismo brasileiro como atividade de vanguarda. O Guru e os Guris, "para além dos belos planos da cidade praiana tem situações memoráveis como a seqüência numa mesa de bar repleta de cervejas reunindo várias pessoas e o cineclubista afirmando com a voz bastante alterada que a bebida nunca atrapalhou o seu trabalho" (Arthur Autran).

Álbum de Música: Música de Pixinguinha, Almirante, Ismael Silva, Nelson Cavaquinho e Cartola. Gilberto Gil e Macalé comentam o filme. Depoimento de Nara Leão e Nelson Motta sobre a Música popular Brasileira.

Chorinhos e Chorões: O Chorinho, música chorosa e sentimental, surgiu no final do século XIX e tem sua origem ligada ao músico Joaquim Antônio da Silva Calado. Gênero cujo repertório derivou da polca, tem como instrumentos característicos a flauta e o bandolim. Os mais conhecidos chorões foram Pixinguinha, Benedito Lacerda, Patápio silva e Altamiro Carrilho, na flauta; Luperce Miranda e Jacob Bittencourt, no bandolim.

Os Mutantes: Uma brincadeira mutante improvisada por Arnaldo Dias, Sérgio Batista e Rita Lee, Os Mutantes, num dia único pelas ruas de São Paulo.

CHEGOU A TUA HORA: Copacabana, 1975: da janela de seu apartamento na Av. Atlântica, um franco atirador mata indiscriminadamente. Censurado no Festival Universitário de 1975.

Martinho da Vila, Paris, 1977:As andanças do sambista Martinho da Vila em Paris, 1977, registradas pelo cineasta Ari Cândido Fernandes. Ao som de "Canta, Canta, Minha Gente" e de sua versão em Francês, o curta registra uma viagem profissional de Martinho da Vila a Paris. Primeiro país a se encantar com sua música, depois das nações de língua portuguesa, a França foi pouco a pouco conquistando a simpatia do compositor.

ONE NIGHT ON GAY STREET: New York, 1975, Gay Street, West Village. Um traficante, um viciado.

FLIT: Deitado em seu leito de morte, Oto recebe sua última aspirada com uma bomba de flit.

Bolivar Bolivar: Em 8 de dezembro de 1971 foi re-inaugurada a (não mais existente) Peixaria Bolivar, em Copacabana, com as mais modernas máquinas sobre os mais vistosos balcões. A freguesia comparece em massa para ver as novidades, entre elas uma sonora banda e gente fantasiada. Destaque para a produção de arte, figurino, elenco e trilha sonora.

Nenhum comentário: